quinta-feira, 16 de agosto de 2012

FESTIVAL DE FOLCLORE: Pouco palco para tanta tradição








A dois anos de completar as Bodas de Ouro, o Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa promoveu, no sábado, a 18ª edição do Festival de Folclore, que contou com a participação do Grupo de Folclore e Cultura de Póvoa e Meadas, do Rancho Típico de Miro “Os Barqueiros do Mondego”, do Rancho Folclórico “Os Camponeses de Vialonga” e ainda o Grupo de Danças e Cantares de S. Pedro de Maceda.
Integrado na iniciativa “Há Festa na Praça”, o Festival foi visto por largas centenas de pessoas que aplaudiram estas cinco grande demonstrações dos nossos usos e costumes.
Em conversa com o nosso jornal, o presidente do Rancho de Nisa, Joaquim Rebelo, mostra-se muito satisfeito com a qualidade dos grupos participantes e, principalmente, com o carinho da população do concelho. No entanto o responsável não esconde a frustração pela forma como o evento foi acolhido na Praça da República.
“Todos as colectividades do concelho actuaram no palco principal e o Rancho devido ao concerto da Áurea, foi relegado para segundo plano”, lastima, desferindo várias críticas à qualidade do palco, do som e das luzes que, na sua opinião, não dignificaram o Festival, o Rancho e os usos e costumes do concelho.
Não obstante as críticas, Joaquim Rebelo faz questão de agradecer à Câmara de Nisa “a bonita recepção nos Paços do Concelho” e o jantar nas suas instalações na zona industrial. Um agradecimento especial ainda para as juntas de freguesia, a Caixa de Crédito Agrícola e a Caixa Geral de Depósitos de Nisa.
Consciente da juventude do grupo a que preside, Joaquim rebelo garante que o Rancho vai continuar a “pesquisar, recolher e trabalhar” para levar bem longe o nome do concelho de Nisa. “A nossa ensaiadora, Joaquina Rebelo, tem feito um trabalho notável para que o grupo se destaque mesmo a nível nacional”, acrescenta.
Depois das actuações em Porto de Mós, Tolosa, Salvaterra de Magos, Constância e Nisa, o Rancho das Cantarinhas vai estar ainda em Águas santas, espinho e Sertã. Os convites são muitos mais mas, “infelizmente, a Câmara só nos disponibiliza seis deslocações por ano”.
Por vezes somos esquecidos, mas continuamos a ser o espelho desta terra”, conclui.
in "Alto Alentejo" - 1/8/2012

segunda-feira, 16 de julho de 2012

NISA: XVII Festival de Folclore no Rossio


Organizado pelo Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa e integrado no programa de animação "Há Festa na Praça", realiza-se no próximo dia 28 de Julho, sábado, na Alameda, em Nisa, o XVII Festival de Folclore de Nisa.
Participam os seguintes agrupamentos folclóricos:
Rancho Típico de Miro "Os Barqueiros do Mondego" (Beira Litoral), Rancho Folclórico da Casa do Povo de Póvoa e Meadas (Alto Alentejo), Rancho Folclórico " Os Camponeses" de Vialonga (Estremadura), Grupo de Danças e Cantares de S. Pedro de Maceda (Baixo Vouga) e o grupo anfitrião, Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa.
Convidamos todos os nisenses, de origem ou afeição, a assistirem a esta grandiosa manifestação etnográfica e mostra das nossas tradições.

sábado, 26 de maio de 2012

Lembrança do João Dinis Castanho

O João Dinis era um amigo. Rapaz bem disposto, sempre pronto para uma graçola, fez parte do Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa, na sua fase inicial. Mais tarde, como tantos, fez-se à vida e rumou até às Lisboas. Morreu, ainda novo, num destes dias de Junho. Lembramo-lo nesta foto que mostra, ainda, outras pessoas que nos são queridas. Mas, isso é outra história, para ser contada mais tarde. Lembramos, aqui e agora, o João Dinis. Que a terra lhe seja leve! (Junho de 2007)

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Memória(s) do Rancho das Cantarinhas (1)

Esta foto serviu de capa a uma edição do Jornal de Nisa e retrata a participação do Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa na Feira de Artesanato e Gastronomia, realizada, ainda, na Alameda.

sábado, 28 de abril de 2012

Rancho participou nas Comemorações do 25 de Abril





O Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa participou uma vez mais nas Comemorações do 38º aniversário do 25 de Abril. O Rancho desfilou com todos os seus elementos e no palco do Cine Teatro de Nisa deliciou a vasta assistência com o brilhantismo da sua actuação.
Com dedicação, dinamismo e rigor continuamos a honrar o nome de Nisa e das suas ancestrais tradições etnográficas.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Actuações do Rancho em 2012

O Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa divulgou o calendário das actuações em 2012, até ao momento programadas. O Rancho vai organizar mais uma vez, o Festival de Folclore de Nisa iniciativa que terá lugar no dia 28 de Julho.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Rancho nas comemorações do 25 de Abril



De há anos a esta parte, o Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa colabora com a organização e participa nas comemorações do 25 de Abril no concelho.
É uma efeméride a que aderimos com todo o gosto e estamos sempre disponíveis para actuar quando para tal somos convidados. As fotos referem-se às comemorações da "Revolução dos Cravos" realizadas em 2010.

domingo, 1 de abril de 2012

Memória(s) 2: Desfile como tema de calendário

O Rancho Típico das Cantarinhas em desfile etnográfico a passar junto ao Calvário. A foto foi escolhida como motivo para ilustrar um calendário de bolso que editámos nele inserindo o 2º semestre de 1994 e o 1º do ano de 1995. Iniciativas para dar a conhecer o nome do Rancho e ao mesmo tempo divulgarmos as tradições do concelho de Nisa.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Memória(s) 1: Desfile de Carnaval (1992)


Há vinte anos (1992), o Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa meteu ombros à organização de um Desfile de Carnaval. Foi uma iniciativa de grande impacto, que obrigou a um grande esforço organizativo, praticamente sem apoios financeiros e que foi coroada com um enorme sucesso.
Provou-se, então, que em Nisa quando as pessoas dão as mãos e se unem num objectivo comum, as obras nascem e a vila só fica a ganhar. Lançaram-se, nessa altura, as bases para que anualmente pudéssemos ter um corso carnavalesco, mas a iniciativa foi sol de pouca dura e não teve continuação regular.
Ainda nesse ano, organizámos a Festa das Cantarinhas no Rossio, com uma boa adesão de público aos diversos espectáculos musicais que na altura se realizaram.
A notícia é do jornal “O Pregão” (Castelo de Vide).

quinta-feira, 29 de março de 2012

AS MODAS DO RANCHO (1)

Actuação nas comemorações do 25 de Abril 2008 - Nisa
O meu coração fechou-se

ELE »» O meu coração fechou-se
Fechou-se já não se abre  } Bis
Quem o fechou ausentou-se
Quem ausentou leva a chave

ELA »» Anda cá para os meus braços
Se tu vida queres ter
Os meus braços dão saúde
A quem está para morrer

ELE »» A trança do teu cabelo
Dá-me prá minha cintura
Quando abalar desta terra
Quero levar lembrança tua

ELA »» Ó bela vila de Nisa
Arrasada foras tu
Ó de cravos ó de rosas
Não te quero mal nenhum

quarta-feira, 28 de março de 2012

Ensaio na Sociedade Artística Nisense





Os ensaios do Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa realizam-se às quintas-feiras, no salão de festas da Sociedade Artística Nisense, colectividade com quem a direcção do Rancho celebrou um acordo de cooperação.
Na passada 5ª feira, dia 22 de Março, vestimo-nos a rigor para o ensaio, presenciado por elementos em representação da Federação do Folclore Português que se deslocaram a Nisa.
O ensaio teve ainda a presença de numeroso público que deu cor e brilho, incentivando os elementos do Rancho. As fotos mostram alguns aspectos do ensaio.

O Rancho e poesia popular de Maria Pinto

Logo no início da sua fundação, o Rancho Típico das Cantarinhas de Nisa suscitou um grande entusiasmo e adesão, exibindo-se em diversos pontos do país, levando bem longe o nome de Nisa, as suas tradições, os seus trajes tradicionais únicos e de grande beleza, as danças e cantares da nossa região, o Alto Alentejo e as suas famosas "Saias".
A popular poeta nisense Maria Dinis Pinto (Maria Pinto) dedicou-lhe umas quadras populares, que falam da Rua Direita, onde tudo começou e do Rancho das Cantarinhas de Nisa (adulto e infantil). Aqui as deixamos:
A velha Rua Direita
Adeus, rua da alegria,
Adeus, ó Rua Direita
Tens a pedra estragadinha
Tens a calçada mal feita.

 Tens gente bem divertida
Gente de boa vontade
Tens um rancho muito lindo
Que é uma pura beldade.

 E só Rodrigues Correia
À rua dá alegria
Se ele nunca cá viesse
Nunca o Rancho se fazia.

Tem fama o Rancho de Nisa
E não mais há-de acabar
É um bem da nossa terra
Prá frente! Toca a marchar!

 Namorem mas vão ao rancho
Que o tempo p´ra tudo chega
É tão lindo o nosso trajo
À antiga portuguesa!

 Então o Rancho Infantil
Bem nos faz admirar
Com suas modas tão lindas
Que todos sabem dançar.

 As suas danças tão lindas
Dá gosto vê-los dançar
Isto honra o vosso Mestre
Isto não pode acabar.

 Rua Direita tão bela
Tu vais direitinha à Praça
Onde protege o Asilo
Nossa Senhora da Graça.

 Ali passa muita gente
O Asilo vai visitar
Também passam pobrezinhos
Quando lá vão almoçar.

 Ó linda rua, tens tudo
Não te falta mesmo nada
Também lá tens bons cultores
Do fado e da guitarrada.

Acima de tudo isto
Tens a presença de Cristo,
Tens a Igreja Matriz
Onde Jesus nos bem diz
Onde está Nosso Senhor
Que morreu por nosso amor.
Maria Pinto